Como são produzidos os pellets

A primeira etapa no processo de produção consiste em triturar, moer e secar os resíduos de madeira humidos. O calor necessário para a secagem é, tipicamente, disponibilizado pela queima de casca ou outro resíduo lenhoso de baixa qualidade.

Reduzida a humidade para valores que rondam os 12% (b.h.), a matéria prima é alimentada à peletizadora. Dentro da peletizadora, o serrim seco é comprimido através de uma matriz com orifícios do tamanho requerido (normalmente 6 ou 8 mm de diâmetro). A elevada pressão do processo faz com que a temperatura do serrim aumente o suficiente para aumentar a fluência dos constituintes naturais da madeira que se comportarão como uma aglomerante natural que liga as particulas de serrim à medida que esfria. Para facilitar o processo de extrusão ou melhorar os parâmetros de qualidade, podem ser adicionadas pequenas quantidades (máximo 2%) de aglomerantes naturais (p.e.; amido), não sendo utilizado qualquer tipo de cola na composição dos pellets de madeira.

Os pellets recentemente comprimidos passam depois por um arrefecedor, sendo posteriormente peneiradas para remover, tanto quanto possível, partículas finas. Finalmente, os pellets de madeira podem ser armazenados e / ou ensacados antes de serem entregues.